"O exercício do amor verdadeiro não pode cansar o coração"
Emmanuel


10 agosto 2010

Raiva, ódio, vingança e perdão

Nossa amiga Lúcia nos pediu no mural para falar sobre ódio e vingança, o qual segue o post abaixo. Ela pediu também para falar de Karma, mas como já tinhamos um post sobre esse tema no blog, então segue o link para o mesmo: Karma.
Nossa amiga Fernanda me pediu a um tempo atrás algo sobre o perdão, como os temas estão muito ligados entre si, nesse mesmo post, lá no final, encontra-se algo relacionado ao perdão.
Espero assim conseguir tirar um pouco da dúvida das duas amigas leitoras do blog.


O ser humano leva uma vida complexa regada de diversos sentimentos inerentes da própria natureza humana e também de sua personalidade em particular, sentimentos esses que são de enorme importância ao longo da vida de uma pessoa, pois são esses sentimentos que muitas vezes levará determinado indivíduo a concretizar um ato que pode ser tanto benéfico em sua vida, quanto desastroso. Os mesmos atos podem refletir diretamente na vida de outras pessoas e, por isso, saber lidar com os sentimentos que a vida lhe apresenta é de enorme importância ao longo de sua existência.

A raiva:
Basicamente a raiva é um sentimento de protesto a algo ou alguém cuja atitude não nos agrade, uma forma de expor nosso sentimento contrário a determinada atitude externa que esteja nos atingindo de forma direta ou indireta. Podemos perfeitamente nos opor a algo de forma mais amena e sem a necessidade de agressão a qualquer um que seja, mas quando esse sentimento de oposição passa a ser mais forte e intenso, chamamos de raiva. Apesar da intensidade, a raiva pode ser controlada.

O Ódio:
O sentimento de ódio nada mais é que o sentimento de raiva de uma forma muito mais intensa, onde o indivíduo passa a perder o controle sobre o sentimento de raiva que já havia se instalado e, caso não consiga reverter, pode culminar em atos negativos.

A vingança:

A vingança é um sentimento muito ligado ao orgulho e a vaidade, é através desse sentimento que surge a vontade de "devolver o troco" e lavar o orgulho ferido. Note que o sentimento de vingança está intimamente ligado ao de raiva e ódio, onde poderia-se perfeitamente dizer que o sentimento de vingança seria o ponto máximo dos outros dois, pois é nesse sentimento que surge a concretização do ato em si.
A negatividade desse ciclo (raiva, ódio e vingança) é tão grande que muitas vezes comprometem a vida de uma pessoa e outras ao seu redor.

O que o Espiritismo nos diz de tudo isso?

A base do Espiritismo sempre foi a do Mestre Jesus, ou seja, o Amor.
Sentimentos como os citados acima fazem parte da natureza humana e não há nada de errado em senti-los, o que ocorre é que temos que aprender a lidar com os mesmos e sempre tentar tirar proveito positivo da situação, por mais difícil que isso possa parecer. A superação desses sentimentos proporciona o espirito a sua evolução e através do Amor ele alcança essa superação.

Ainda há a "última milha" relacionada a raiva, ao ódio e a vingança, há o perdão!

O perdão:

O perdão é um sentimento nobre e valioso onde as partes tem a chance de superar seus sentimentos negativos e os transformarem em algo extremamete gratificante, ou seja, transformar a raiva, o ódio e a vingança (uma verdadeira prisão particular em nossas mentes) em liberdade (poder enfim tirar o peso dos ombros e seguir em frente).
O perdão liberta, e como liberta. Não só o indivíduo que pede perdão como também o indivíduo que perdoa são agraciados com o sentimento de libertdade e alívio, onde finalmente estão se livrando de sentimentos negativos que até então não levava a nada e só contribuia negativamente para a vida de ambos.

Mas o perdão tem que ser verdadeiro, tem que vir do fundo do coração e da alma. Pois de que adianta dizer que perdoou mas ao mesmo tempo sentir repulsa por determinada pessoa? O mesmo vale ao contrário, quando uma pessoa diz que perdoa mas no fundo ainda guarda sentimentos negativos.

Em nosso planeta de provas e espiações, sempre estaremos sujeitos ao sentimentos citados acima, não sendo errado te-los, mas extremamente necessário controla-los. A escola da vida nos ensina que a superação de determinadas situações acaba por ensinar novos caminhos no percurso da vida e nos lembra de que estamos aqui para apender e evoluir como Espírito, chegando um dia em um ponto em que simplesmente não teremos mais os sentimentos negativos e o sentimento de Amor verdadeiro será dominante em nosso ser. Esse é o caminho.

A imagem abaixo representa um pequeno e simples roteiro que podemos usar no dia-a-dia para ter mair controle sobre nossos atos com base em nossas reflexões, fiz a algum tempo para o grupo que frequento e acho que serve também para o que foi exposto nesse post. Clique na imagem para ampliar.

26 comentários:

  1. Eu nao consigo perdoar, e a cada dia que passa sinto muita raiva. o que eu faço ?

    ResponderExcluir
  2. eu tenho muita raiva de uma pessoa, nao suporto ouvir a voz, nao olho para esta pessoa, o que fazer ?

    ResponderExcluir
  3. Agata, você é a mais prejudicada em guardar essa raiva, ao contrário de que muitos pensam, ao perdoar estamos fazendo um bem enorme a nossa própria alma, mais até do que a do perdoado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você acha que ela quer sentir isso? Por que será que ela está aqui? Ninguém quer sentir isso e isso faz aumentar a raiva que sentimos por "essa" pessoa, pois passamos a sentir esse sentimento tão ruim e destrutivo, por conta dessa pessoa e sabemos o quanto é ruim e o quanto nos prejudica, mas mesmo assim não conseguimos evitar.

      Excluir
    2. Mas há que se fazer um esforço muito grande para erradicar do coração esse tipo de sentimento. E não podemos dizer que não conseguimos, pois somos capazes de realizar coisas às quais nem imaginamos. Deixemos nossos bons sentimentos aflorarem, quem deseja o bem, ele vem.

      Excluir
  4. Venho lendo algumas coisas a respeito de raiva e ódio, pois tem sido sentimentos muito presentes em minha vida. Diz-se que eles são a consequência do nosso julgamento perante a atitude de alguém que não nos agrada, ou não condiz com o que achamos certo. Eu era muito mais paciente, calma e perdoava sem dificuldades. Hoje isso é muito difícil! Mas eu percebi que isso atinge a mim mesma, ainda mais do que ao outro por quem sinto ódio! Queria evoluir, principalmente espiritualmente. Talvez essa percepção de qual é o erro seja o início de uma "reabilitação".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leticia me identifico com vc antes eu era muito mais calma perdoava com facilidade tinha prazer em ajudar e fazer o bem me oferecia pra ajudar so de ouvir alguém falar de algum problema com outra pessoa perto de mim eu me oferecia pra ajudar hoje penso muito antes de ajudar no final acabo cedendo me sinto o oposto sinto uma grande revolta dentro de mim posso até afirmar que tenho odio de tudo e todos não sei o que fazer ou melhor nao consigo ter força para lutar contra estes sentimentos . Faço o bem mais depois me sinto mal com odio

      Excluir
  5. Gostaria de saber se a raiva e o odio que alguem tem por mim e meu marido podem prejudicar minha familia, apos uma traição perdoei meu marido mas a outra pessoa não se conforma com isso. Tenho percebi nosso filhinho muito agitado e nao sei se isso e consequencia desses acontecimentos

    ResponderExcluir
  6. GOSTARIA DE SABER SE SENTIR DA RAIVA DA FILHA ADOLESCENTE É NORMAL? PORQUE APESAR DO AMOR QUE SINTO POR ELA, SINTO MUITAS VEZES RAIVA DO JEITO DELA SER, DAS ATITUDES DE REBELDIA DELA. QUERO ME LIBERTAR DESSE SENTIMENTO HORRÍVEL MAS PARECE MAIS FORTE DO QUE EU.

    ResponderExcluir
  7. Gostaria que me orientassem no sentido de eu abandonar o sentimento de vingança que se tornou opressor e que só me faz mal. Luto diariamente com meu eu pois conheço a espiritualidade e não quero contrair dívidas oriundas de um ato que sei que é tão mesquinho e negativo. apesar desta cobrança de vingança ser mais forte que eu, e me interior pedindo tal ato, me cobrando o tempo todo, Confio em Deus e na sua justiça e sei que no momento certo ele irá me libertar de tais pensamentos.

    ResponderExcluir
  8. Como não ter raiva de uma pessoa sem atitude que sempre querem se livrar das situações difíceis vindas de suas próprias escolhas e que quer que os outros resolvam os seus problemas para ficar sempre de cabeça fresca e sempre foge de todos os problemas da vida como não ter raiva?

    ResponderExcluir
  9. Eu odeio a mãe do filho de meu marido pois ela é uma vadia, vê o filho como o cofrinho dela. Venho alimentando isso há anos, e percebi que esse ódio só faz mal a mim mesma e a meu casamento. .. queria perdoa la por ser esse ser humano e abominável e curar minha alma, ser alguém melhor, mas é muito difícil!

    ResponderExcluir
  10. Parabéns! Ótima explanação e belíssimos ensinamentos!
    Que Deus ajude a quem necessita se desfazer de tais sentimentos! Que tenhamos força para resistir a eles!

    ResponderExcluir
  11. Preciso de ajuda pois não consigo ensinar a minha filha a perdoar e muito triste ver a raiva que ela sente até de mim. :(

    ResponderExcluir
  12. Tenho absoluta certeza dos planos de Deus..mas sinto muita saudade de meu filho q foi assassinado..motivo fútil.inveja do seu geito de ser..era namorador..os envolvidos vivem no mundo do crime..meu coração parted lembro do geitinho dele,.

    ResponderExcluir
  13. Tenho muita raiva da minha mae e muito ódio de outra pessoa ainda n consigo perdoala o que eu faço?

    ResponderExcluir
  14. Eu preciso de ajuda! Por favor me responda não sei o que fazer!
    Bom a mais ou menos 3 meses o meu cunhado começou a namorar uma menina e agora ela passou a frequentar a casa do meu namorado junto com ele. O problema é que não consigo gostar dela só consigo sentir ódio e mais ódio dela e não quero me sentir assim principalmente por que sei que isso me faz mal mas também porque não quero sentir isso por ela, não sei se é ciúme da vida dela não sei se é algo de outras vidas mais não consigo é mais forte do que eu! Eu To bem To na casa do meu namorado ela chega e eu já fico com ódio e quero voar no pescoço dela o problema é que ela não me fez nada absolutamente nada eu simplesmente a odeio sem motivo é não quero ódia-lá mas não consigo sentir outra coisa por favor me ajuda pode ser com técnicas de pensar falar coisas positivas mas não sei p que fazer por favor me responda e me ajude

    ResponderExcluir
  15. muitas verdades vem quando achamos quem nos consolam

    ResponderExcluir
  16. Estou separado, o meu casamento acabou na nossa lua de mel e durou mais de vinte anos porque? Fui bom demais fui traído não por homem nem mulher mas por alguma coisa dentro dela não era amor, eu pensei que houvesse, não quis ter filhos mas lutei para ter e veio uma menina, me apaixonei por uma pessoa estamos juntos e nos amamos intensamente somos felizes, a mãe da minha filha e a minha filha as duas me odeia, quando eu as procuro me pedem para te las como mortas, afinal porque tanto ódio sei que errei mas foi por falta de amor por parte dela eu amo tanto é que sou feliz com minha esposa e ela até hoje não quer saber de ninguém. O ódio faz isso?

    ResponderExcluir
  17. Meu marido tem raiva, odio, rancor de todos que o fizeram mal sou espírita já dei muitos conselhos para ele sobre o perdão sobre o que pode atrair de mal para ele e para nossa casa quando eu falo essas coisas ele se descontrola quer quebrar alguma coisa da casa fica com raiva de mim o que posso fazer estou muito preocupada!

    ResponderExcluir
  18. Ola bom dia .Eu depois de cometer erros adotei um procedimento de quando outra pesso me deixá com raiva eu encerro o assunto e viro as costas .isso faz a raiva passar e não deixar magoas.
    No entanto eu tenho meus defeitos a algum tempo minha esposa que ágora e ex se precipitou em alguns planos e acabou se mudando de cidade e junto foi um menino e uma menina que São nossos filhos no início a tentei manter-se firme com nosso casamento. Porém os argumentos dela que se seguiriam foi o gatilho dos piores centimentos. Segundo ela se mudou para o interior para ficar mais próximo de sua família. Este argumento me deixou arrasado .
    Desde então eu não fui mais o mesno agora não sei o que fazer por mais que eu tenha tentado evitar a cada dia que sê passa meu ódio vai piorando no início era por ela agora e por elas e todos da fimilhia dela . Me conheço muito bem e sei o rumo que isto esta me levando . Com o passar dos dias .semanas dos messes sinto que estou mais fechado a tudo. As vezes fico triste comigo por não consseguir mudar o fim que sei que esta chegando.
    Hoje ja se faz uns 60 dias que não os vejos e só consegui conversar com meu filho que ja esta com 14 anos .
    Estou com medo de encontra-lá .
    Por duas vezes em minha existência eu deixei que a irá assumisse o controle e até hoje respondo por isso .
    Nesse caso mesmo se afastando Não parou a evolução d raiva .
    Não sei o que fazer e estou preocupado muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. meu amigo, se voce já responde pelas suas açoes. pense dez vezes antes de preticar uma besteira maior. pois depois de feito não tem volta. procure orar pela sua ex e familia, e tambem por voce, pois esse odio pode ser o passaporte para a sua infelicidade. o odio e o rancor denotam uma alma sem elevação e sem nenhuma grandeza. quando sentir raiva dela, saia, vá até uma praia, peça ajuda divina, vou orar pra voce, voce percisa se libertar desse odio e voltar a viver com alegria no coração. um beijo meu amigo. muita luz.

      Excluir
  19. Geralmente sentimos ódio, de quem não nos deu o devido reconhecimento, quando nos dedicamos e essa pessoa nos trata mal ou é injusta. Principalmente se somos justos e damos créditos e valorizamos o que as outras pessoas fazem. Entretanto,as pessoas são muito egoístas e acham q fazem tudo sozinha e que tudo é de mérito delas e ignoram os que outros fizeram a ela. Comigo sempre fizeram isso comigo, foram injustos, desleais, mas no passado isso não me incomodava, tinha uma alma mais pura, apesar de hoje ter mais conhecimento, e me sentir mais espiritualizada. Mas hoje isso interfere muito em minha vida, principalmente porque tenho uma boa memória e lembro de quase tudo e o ódio só aumenta, quando penso em perdoar e seguir em frente a pessoa pisa na bola novamente, e aí lembro de tudo como efeito cascata e sinto ódio de mim mesmo, por permitir isso novamente. Se o espiritismo está certo, então deve ser uma provação, as vezes penso que pode ser a maldade de outra pessoa lançada a vc, pq a unica chance é te derrubar é fazer vc fazer mal para alguém, ou sentir, que dá quase na mesmo, e só isso pode te prejudicar e te atrasar. Queria ser como era quando criança e adolescente, que nada me prendia, nada me atingia.Acho que a formula de tudo é manter o nível vibracional elevado!

    ResponderExcluir
  20. Eu não gosto da minha cunhada é nem do filho dela. Acho ela exibida! Ela não tem consideração por mim e fico com ódio que meu marido defende ela de maneira velada mas defende...ela se acha a rainha da cocada. Sinto raiva dos meus pais também que não me consideram...me vêem como uma " pobre coitada" será por que sou adotada?!tenho tido vontade de sumir...sinto inveja do meu marido e raiva ao mesmo tempo...sempre acho que ninguém gosta de mim...Estou com baixa estima e complexo de inferioridade! Sinto odio do mundo

    ResponderExcluir
  21. Tem uma fórmula... se vc pensar, vai ver que quem te ofendeu talvez esteja passando por problemas e dificuldades muito maior que as suas..Na hora é difícil, mas passado algum tempo se torna fácil.. Se vc resolver se vingar, vc estará descendo ao nível da pessoa... se for para se sentir bem, menospreze. Pronto. Um tapa de luva costuma doer e até fazer a pessoa repensar. Abraços fraternais. Ass. Marcell

    ResponderExcluir

Amigo visitante, fique a vontade para deixar seu comentário, seu retorno é muito importante para nós e também aos outros leitores, é sempre bom compartilhar conhecimentos.
A única coisa que pedimos é que seja mantido o respeito mútuo, comentários com teor ofensivo, a quem quer que seja, não serão tolerados.
Muito obrigado por sua visita.